Ipatinga, 25 de maio de 2024

Papa autoriza três decretos e aprova canonização da Beata Elena Guerra

15 de abril de 2024   .   

Francisco autorizou promulgação de três decretos: canonização de Elena Guerra, martírio de dois servos de Deus e virtudes heróicas de Teresa Lanfranco

Da redação, com Vatican News

O Papa Francisco autorizou neste sábado, 13, a promulgação de três decretos do Dicastério para a Causa dos Santos. Entre eles o decreto que reconhece o milagre atribuído à Beata Elena Guerra, fundadora das Oblatas Irmãs de Santa Zita, abrindo caminho para sua canonização.

Elena Guerra nasceu em 23 de junho de 1835, em Lucca (Itália), e faleceu no dia 11 de abril de 1914. Foi beatificada por São João XXIII em 26 de abril de 1959. Ela dedicou sua vida à educação, à Teologia e à escrita, e fundou, em 1882, uma comunidade de mulheres dedicadas à educação de meninas.

Na audiência com o prefeito do Dicastério para a Causa dos Santos, Cardeal Marcello Semeraro, também foi reconhecido o martírio de dois servos de Deus: Gaetano Clausellas Ballvé – sacerdote diocesano, nascido em 5 de agosto de 1863 em Sabadell (Espanha) e morto por ódio à fé em 15 de agosto de 1936 perto da mesma localidade. E António Tort Reixachs, leigo e pai de família, nascido em 28 de março de 1895 perto de Barcelona (Espanha) e morto por ódio à fé em dezembro de 1936 em Montcada (Espanha).

Francisco reconheceu ainda as virtudes heroicas da Serva de Deus Teresa Lanfranco, religiosa italiana da Congregação das Filhas de Santa Maria de Leuca, nascida em 24 de março de 1920 em Gallipoli (Itália) e falecida em 8 de junho de 1989 em Roma.

Canção Nova

FacebookWhatsAppTwitter