Ipatinga, 06 de junho de 2020

Brasão de Armas

DESCRIÇÃO HERÁLDICA

Escudo em goles esquartelado de prata, contendo o primeiro quartel uma lança prata de haste amadeirada posta em aspa com um cilício de haste amadeirada e três chibatas ponteadas de prata, encimados por coroa de espinhos aberta em prata. No segundo quartel um livro aberto de capa em goles com páginas brancas e bordas em ouro encimado por um Alfa e um Ômega em campanha ambos de sable. No terceiro quartel sete cruzes em goles com três alinhamentos de duas, três e duas. No quarto quartel o monograma IHS com uma cruz partindo do H, tudo em ouro. Escudo posto sobre uma Cruz Processional trifoliada d’ouro. Sob o escudo dois listéis de prata, reversos de ouro, no primeiro tendo a inscrição PARÓQUIA SANTUÁRIO SENHOR DO BONFIM, na extremidade destra a inscrição 07-12 e à sinistra 2009. No segundo, menor, a inscrição IPATINGA – MG, tudo em maiúsculas latinas de sable.

SIGNIFICADO

O Brasão de Armas da Paróquia Santuário Senhor do Bonfim porta um simbolismo intimamente ligado à sua história e espiritualidade. O Brasão possui três elementos da Heráldica Eclesiástica, são eles: a Cruz Processional (cruz esplendor), o escudo e dois listéis (faixas que circundam o Brasão).

A Cruz Processional: Lembra o esplendor do sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo, árvore da vida que simboliza o caminho que nos leva à salvação e também a defesa da fé cristã.

O Escudo: Encontra-se dividido em zona superior e inferior, sendo elas divididas em dois flancos, formando quatro partes. O primeiro e o quarto campos são de gules (vermelho) – cor que remete ao sacrifício e ao amor. O segundo e o terceiro campos são de argente (prata) – metal que remete a verdade e integridade.

Na zona superior, em sinistra (flanco esquerdo), encontra-se uma lança, três chibatas e uma coroa, símbolos da Paixão de Cristo. Tais objetos fazem referência ao “bom fim” que Nosso Senhor sofreu por amor a humanidade.
Na zona superior, em dextra (flanco direito), visualiza-se um livro aberto simbolizando a Sagrada Escritura, onde a Paróquia encontra sua fonte de sabedoria. No mesmo quartel vê-se as letras gregas o alfa (Α) e o ômega (Ω) que nos remetem à pessoa divina de Jesus Cristo como a verdade absoluta.

Na zona inferior, em sinistra (flanco esquerdo), vê-se sete cruzes formadas por braços de iguais medidas, assim como usaram os primeiros cristãos. A quantidade nos remete ao número de comunidades existentes na Paróquia, e a cor, em gules (vermelho), traz a referência da cor do fogo do Espírito Santo que tem movido e sustentado o apostolado de cada comunidade.

Na zona inferior, em dextra (flanco direito), encontra-se o monograma IHS com uma cruz partindo do H. Tal combinação de letras é uma abreviação da frase em latim “Iesus Hominum Salvator”, que significa “Jesus Salvador dos Homens” e expressa a piedade eucarística tão prezada pela Paróquia.

O escudo é colocado sobre a cruz, ícone por excelência da paixão de Cristo, ambos de jalde (ouro) – metal que recorda a realeza, a autoridade e a divindade. Por sua vez, a cruz representa o seguimento a Nosso Senhor Jesus Cristo e o esplendoroso triunfo da vida sobre a morte e o poder de Cristo. Pata finalizar os listéis em argento (prata), representa as virtudes, a fé e a integridade a que comumente os filhos da Paróquia tem batalhado, eles carregam a divisa com o nome da Paróquia e a data de sua ereção canônica.