Ipatinga, 06 de junho de 2020

A Paróquia

Criação: 11/08/2009
Instituída: 07/12/2009

O Padre José Geraldo da Silva Reis, então pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, Iguaçu, Ipatinga(MG), em conversa com o bispo em exercício na época Dom Odilon Guimarães Moreira, decidiram desmembrar a Paróquia Nossa Senhora Aparecida em mais duas Paróquias. Em junho de 2009, conselho Presbiteral em reunião aprovou a criação de apenas uma Paróquia, que foi instituída pelo bispo Dom Odilon, em junho de 2009, a Paróquia São Pedro.

Logo a seguir, conforme já havia divulgado as duas Paróquias, Dom Odilon levou novamente o pedido para o Conselho Presbiteral e este aprovou, na reunião do dia 11/08/2009, a criação da outra Paróquia. Por orientação do bispo, começaram no dia 24/08/2009 as reuniões para estruturação da nova Paróquia sendo presididas pelo Sr. Antônio Custódio Pontes, coordenador do Conselho Pastoral Paroquial para Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Segundo a divisão da área, a nova Paróquia será composta por sete comunidades: Comunidade Senhor do Bonfim-Bairro Cidade Nobre, Comunidade Menino Jesus- Bairro Cidade Nobre , Comunidade Nossa Senhora Aparecida (Vila da Paz), Comunidade São João Batista-Bairro Vila Formosa, Comunidade Santa Clara de Assis-bairro Esperança Comunidade Nossa Senhora Aparecida-Bairro Nova esperança (Cruzeirinho). As reuniões continuaram acontecendo nas Comunidades que comporia a nova Paróquia. Assim, foram feitos o levantamento de todas as ações e documentos necessários a regulamentação da criação desta Paróquia.

Primeiro, sobre o nome da Paróquia que seria naturalmente Paróquia Senhor do Bonfim. Porém não obteve o apoio de todos. Não havendo acordo as comunidades passaram a refletir e debateram sobre o nome da Paróquia nas reuniões do Conselho Pastoral Comunitário (CPC), fizeram votação e a sugestão aceita pela maioria foi o nome PARÓQUIA DIVINO ESPÍRITO SANTO, ligando o nome às sete comunidades da Paróquia, lembrando a refletindo sobre os sete Dons do Espírito Santo. A seguir, o Bispo Dom Odilon divulgou a data para instituição da Paróquia para o dia 07/02/2010 e o nome do pároco, Padre José Geraldo da Silva Reis. Segundo, sobre e Secretaria Paroquial que funcionaria em um imóvel alugado, bem centralizado, uma vez que a Comunidade Senhor do Bonfim, que era a comunidade referência não tinha espaço disponível.

Dando continuidade ao processo, o bispo Dom Odilon realizou a instituição da nova Paróquia, como já havia divulgado, no dia 07/12/2009 e com o nome PARÓQUIA DIVINO ESPÍRITO SANTO. Após a criação e instituição da Paróquia, a Secretaria Paroquial foi instalada, como já havia sido previsto, nas dependências da Comunidade Senhor do Bonfim, Rua Graciliano Ramos, 316, Cidade Nobre, Ipatinga. Após a Criação, a instituição e a definição da Secretaria Paroquial, foi dada a posse ao Administrador Paroquial o Padre Roberto Gualberto, na Santa Missa celebrada pelo bispo Dom Odilon no dia 17/12/2009 que permaneceu até o mês de fevereiro de 2010. No dia 07/03/2010, chegou então o Padre José Milton Goulart para assumir a Paróquia, com a missão de reorganiza-la e reestrutura-la. Iniciou mudando a Secretaria de sala, porém permanecendo na Comunidade Senhor do Bonfim, colocando em um local mais visível para os fiéis. A seguir reuniu com os representantes das Comunidade onde criou o Conselho de Administração, Conselho Pastoral Paroquial  e o Conselho Financeiro Paroquial.

Em reunião com os Conselhos, decidiram usar o Caixa da Paróquia para fazer reformas estruturais e físicas nas Comunidades com maiores problemas e sem recurso Financeiro. As Comunidades são: Comunidade Nossa Senhora da Esperança-Cruzeirinho, Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Alto Esperança, Comunidade Santa Clara de Assis e uma pequena reforma na Comunidade Nossa Senhora Aparecida- Vila da Paz devido a provável desapropriação do terreno. O Padre José  Milton, sabendo que “A Liturgia é o cume para o qual tende a ação da Igreja e, ao mesmo tempo é a fonte donde emana toda sua força” (SC10), investiu também em paramentos e objetos litúrgicos para todas as Comunidades. Dando mais ênfase às celebrações dos Padroeiros, inclusive o da Paróquia, o Divino Espírito Santo, à Celebração de Corpus Christi com a confecção dos tapetes e procissão paroquial e setorial, resgatando o verdadeiro sentido da procissão, participando e convocando sempre todos os paroquianos.

Apoiou e ministrou vários cursos de Formação de Agentes de Pastorais como a Liturgia, a Catequese, a Pastoral do Batismo e outros. Desde o primeiro ano da instituição da Paróquia, em 07.12.2009, esta data é celebrada com Missa festiva. A partir do primeiro ano da Paróquia e os trabalhos pastorais sempre sendo realizados, em especial os Sacramentos do Batismo e Matrimônio, que necessita desde a inscrição, preparação e a realização dos sacramentos de endereços e nomes das Comunidades e Paróquias, iniciou uma dificuldade de identificação do nome da Comunidade Senhor do Bomfim a Paróquia Divino Espírito Santo.  Sempre tendo falta de entendimento destes nomes para os fiéis desta paróquia e de outras que são muitas que participam aqui nas pastorais, movimentos e serviços. A partir daí iniciou uma reflexão sobre a necessidade de mudança do atual nome da Paróquia para o nome da comunidade de maior referência, com já foi dito antes, para Paróquia Senhor do Bonfim. Com a chegada de Dom Marco Aurélio veio também como uma de suas ações pastorais a preparação para 19ª Assembleia Diocesana de Pastoral para elaboração do novo Plano de Pastoral da Diocese, que tivemos as Assembleias Comunitárias e Paroquial.

Durante todo esse processo foi apresentado em cada Assembleia de cada Comunidade, mais uma questão para o estudo em grupo sobre a mudança do nome da Paróquia, com as perguntas: 1)Devemos permanecer o nome Paróquia Divino Espírito Santo, 2) Devemos mudar para Paróquia Senhor do Bonfim. Assim sendo em todas as Comunidades, a partir da discussão em grupos foi aprovada a Mudança para PARÓQUIA SENHOR DO BONFIM. A partir daí passamos para a Assembleia Paroquial, procedendo da mesma forma e sendo aprovado por votação o nome Paróquia Senhor do Bonfim. A seguir Pe. José Milton encaminhou toda a documentação para o bispo Dom Marco Aurélio.

Continuando a história de nossa Paróquia, tudo isso vem contribuir para o fortalecimento das Comunidade e da Paróquia, com resgate e participação dos fiéis. Pe. José Milton, preocupado com sua presença nas celebrações das Comunidades, fez um remanejamento nos horários das Celebrações e Missas. A Missa com bênção que já era celebrada na Comunidade Senhor do Bonfim toda quinta-feira, foi criada também na Comunidade São João Batista sendo celebrada toda terça-feira.

Acreditando sempre nas Pastorais,  Movimentos e Serviços, criou o Apostolado da Oração na Comunidade Nossa Senhora Aparecida-Alto Esperança, resgatou a Catequese na Comunidade Nossa Senhora Aparecida- Alto Esperança, resgatou a Catequese na Comunidade Nossa Senhora Aparecida-vila da Paz e Comunidade Nossa Senhora da Esperança-Cruzeirinho e criou a Pastoral dos Coroinhas em todas as comunidade. Após todas essas ações e a Paróquia sem possuir uma Casa para os Padres, em junho de 2013, foi adquirida a Casa Paroquial e iniciando a seguir, entre outras ações, a Campanha dos Carnês pelo período de 1 ano tendo como objetivo angariar recursos para o pagamento e reforma da mesma. Com o mesmo objetivo vem acontecendo a Feira da Pechincha realizada por voluntários e no dia 02/08/2014 foi realizado o 1º Arraiá da Paróquia. Pe. José Milton sabedor da importância da família e do Sacramento do Matrimônio, e conhecendo a realidade dos casais de nossa Paróquia e de outras, foi feita uma preparação dos casais, e no dia 09/08/2014, as 11:00h realizou-se o 1º casamento comunitário, na Matriz Paroquial, com a participação de 6 casais, familiares e convidados.

A Paróquia Divino Espírito Santo, com apenas 4 anos de fundação, caminha com fé a passos largos para o bem de seus paroquianos, invocando sempre a proteção de Nossa Senhora Aparecida, visando a curto, médio e longo prazo novos horizontes na certeza de que transformação, a conversão, a unidade, a missão e o testemunho são fundamentais para a construção do reino de Deus.

Comunidade Senhor de Bonfim, 04 de dezembro de 2014.

FacebookWhatsAppTwitter