Ipatinga, 24 de setembro de 2021

Tríduo e Festa em honra à Santa Teresinha do Menino Jesus

04 de outubro de 2019   .    Notícias da Paróquia

A Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, situada no bairro Cidade Nobre, na cidade de Ipatinga/MG, pertencente à Paróquia Senhor do Bonfim celebrou nos dias 28, 29 e 30 de setembro o tríduo preparatório e dia 01 de outubro a grande festa em hora à sua padroeira.

Nesses dias, com muita fé e piedade, a comunidade vivenciou uma intensa programação com palestras sobre a vida de Santa Teresinha; uma exposição denominada: Memorial Santa Teresinha do Menino Jesus, na qual foram expostas fotografias, imagens, livros e objetos relacionados a vivência da Santa. Contamos também, com a exposição para veneração pública de um relíquia de primeiro grau de Santa Teresinha; momento devocional; missas diárias e procissão, que marcaram esses dias festivos e de intensa devoção.

Muitos fiéis acorreram à comunidade para celebrar sua devoção à santa do amor. Celebraram conosco Padre Fernando dos Santos Andrade, pároco da Paróquia Senhor do Bonfim, Padre Nivaldo de Souza Aranda, vigário paroquial da referida paróquia e Padre Elinei Eustáquio Gomes, pároco da Paróquia São Pedro em Ipatinga.

A Padroeira

Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face  foi uma monja carmelita nascida em Alençon na França em 02 de janeiro de 1873. Aos 15 anos, em uma audiência com o Papa Leão XIII, recebe autorização para ingressar no Carmelo e em 08 de setembro de 1890 professa seus votos finais através das mãos de Madre Maria de Gonzaga, sua priora.

Pouco tempo depois (1896) é acometida por tuberculose e vem a falecer no dia 30 de setembro de 1897, aos 24 anos de idade.

Foi canonizada no dia 17 de maio de 1925 pelo Papa Pio XI e proclamada Doutora da Igreja em 19 de outubro de 1997. Recebe também o título de Padroeira das Missões e dos Sacerdotes.

Durante os 24 anos que viveu demonstrou uma especial predileção pelas missões e pelos sacerdotes, dedicando-lhes sua oração  pessoal de maneira intensa. Honrada com o título de Doutora da Igreja por apresentar em seus escritos a vivência do amor, através da Teologia do pequeno caminho, mostrou que a santidade começa nas pequenas coisas do dia a dia, descrevendo e vivenciando a profundidade do amor e sua função no coração da igreja.

Seus ensinamentos trazem um ideal de vida, um caminho de confiança e abandono total de si mesmo à misericórdia divina. A humildade, fé e santidade de Santa Teresinha conquistou a devoção de muitos católicos no mundo inteiro. “No coração da Igreja, minha mãe, serei o amor.” Costumava dizer.

 

Fotos: Elma Guidine
Texto: Meire Lúcia Assis
Revisão: André Luís

FacebookWhatsAppTwitter