Ipatinga, 24 de setembro de 2021

Santa Missa de Abertura do 14º Jubileu do Senhor do Bonfim

05 de setembro de 2019   .    Notícias da Paróquia

No último dia  4 de setembro, quarta-feira, deu-se início ao 14º Jubileu do Senhor do Bonfim, na Paróquia Senhor do Bonfim em Ipatinga (MG). Antes da Missa de Abertura aconteceu o lançamento do selo personalizado em comemoração aos 10 anos de instituição da paróquia.

Posteriormente ao ato do lançamento do selo, deu-se início com muita piedade, a celebração eucarística presidida pelo Pe. Fernando dos Santos Andrade e concelebrada pelo Pe. Nivaldo de Souza Aranda. No início de sua homilia, Pe. Fernando pediu que nos uníssemos em oração pela viagem apostólica do Papa Francisco aos países do sul da África: “esta atitude nos dá exemplo e deve nos questionar sobre ser a Igreja em saída, que deve ir a periferia, àqueles lugares geográficos e existenciais que ninguém quer ir”, propôs o pároco. Pe. Fernando pediu ainda que rezássemos pelos falecidos da paróquia e também pelo Pe. Efraim Solano Rocha, que motivou e deu início ao Jubileu do Senhor do Bonfim, a este o pároco pediu uma calorosa salva de palmas.

Pe. Fernando expôs que há uma prática da Igreja no Oriente de dedicar o mês de setembro até a data de 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis, à celebração no tempo da criação, e para tanto o Papa Francisco lembrando-nos de uma ecologia integral, também nos apresenta este mês como o Mês da Criação. Nesse fim, Pe. Fernando reiterou que por isso o Espírito Santo foi invocado no início da celebração, pois Ele é aquele que cria, que faz novas todas as coisas.

Em sua reflexão, acerca do evangelho do dia, Pe. Fernando, lembrou que Jesus ao colocar-se no meio dos apóstolos, disse “a paz esteja com vocês”, e é com esta paz que devemos iniciar essa 14ª edição do Jubileu. Segundo ele, a palavra jubileu, lembra júbilo, alegria, festa, e para tanto expressou: “queremos, portanto, que o Espírito Santo de Deus dê a nós a alegria que tanto precisamos e que Ele tire do nosso coração toda e qualquer tristeza. Pedimos que o jubileu seja para nós esse tempo de alegria e paz, que encontraremos numa oração mais constante, no Sacramento da Eucaristia e no Sacramento da Reconciliação”.

Antes da bênção final, também de forma solene e piedosa foi apresentado o Brasão de Armas da Paróquia Senhor do Bonfim com os devidos significados dos elementos que o compõe e que representa, segundo a heráldica eclesiástica, a espiritualidade e história da paróquia.

Após a apresentação do Brasão, foi convidado o Sr. Alan Barros, da Agência Parábola, para a apresentação do site e o do aplicativo paroquial. Segundo Alan Barros, essas ferramentas serão um elo entre a Paróquia e seus fiéis, pois através de suas funcionalidades, os fiéis terão acesso aos acontecimentos da paróquia, liturgia diária, santo do dia, poderão cadastrar-se para se tornarem dizimistas e também se comunicar com a Paróquia, além de demais outras funcionalidades.

Com a bênção final, os fiéis foram convidados a irem para a parte externa do santuário onde, como tradicionalmente em todos os anos na abertura do Jubileu, foi hasteada a bandeira do evento, que ficará exposta até o seu encerramento.

Pastoral da Comunicação

FacebookWhatsAppTwitter