Ipatinga, 28 de maio de 2024

Mês de junho é marcado por solenidades e dedicado ao Sagrado Coração de Jesus

02 de junho de 2023   .   

O mês de junho é tradicionalmente dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, por conta da Solenidade celebrada na sexta-feira após o 2º domingo depois de Pentecostes. Neste ano, será no dia 16 de junho. Também outras solenidades são celebradas no mês: a Santíssima Trindade, Corpus Christi, Natividade de São João Batista e os Apóstolos São Pedro e São Paulo, celebrados no Brasil no domingo próximo ao dia 29 de junho.

A Solenidade do Sagrado Coração de Jesus surge da celebração feita pela primeira vez pelo padre francês João Eudes, em 1672, mas também com registros de cultivo da devoção por parte de místicos alemães da Idade Média. Já as revelações que Santa Margarida Maria Alacoque (1647-1690) recebeu do próprio Jesus contribuíram para uma maior difusão do culto. A festa passou a ser obrigatória em toda a Igreja a partir de 1856, por ordem de Pio IX. Neste mesmo dia, em 1995, São João Paulo II instituiu o “Dia Mundial de Oração pela Santificação do Clero”, para que o sacerdócio fosse protegido pelo seu Coração, para ser aberto a todos.

O Papa Francisco disse em uma ocasião que o Coração de Cristo “nos mostra Jesus que se oferece: é o compêndio da sua misericórdia”. E continua: “Olhando para Ele, é natural recordar sua bondade, que é gratuita e incondicional, não depende de nossas obras. E isso nos comove”.

O arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), cardeal Orani João Tempesta, convida a intensificar, durante este mês “as nossas orações pelo clero, diáconos, padres e bispos, para que sejam bons servidores do evangelho e busquem a santidade segundo o coração de Jesus”.

“O mês dedicado ao Sagrado Coração de Jesus é uma oportunidade de aprofundarmos a nossa fé para que o amor de Jesus que brota do seu coração inunde a Igreja e toda a terra. A humanidade está precisando de mais amor e menos guerra, e somente conseguiremos a paz se nos prostrarmos em oração diante do Sagrado Coração de Jesus, pois somente por meio da oração conseguiremos a paz e alcançaremos as graças que queremos”, afirma o cardeal.

No dia seguinte à Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, a Igreja celebra a memória do Imaculado Coração da Virgem Maria, uma festa de origem devocional, instituída por Pio XII. A celebração convida os fiéis a meditar sobre o mistério de Cristo e da Virgem em sua interiordade e profunadidade. “Maria, que guarda os fatos e as palavras do Senhor meditando-os em seu coração (Lc 2, 19), é morada do Espírito Santo, sede da sabedoria (Lc 1, 35), imagem e modelo da Igreja, que escuta e testemunha a mensagem do Senhor (cf. Lc 11, 28)”, lê-se no Missal Romano.

Foto de capa: Alexis Joseph/Cathopic

FacebookWhatsAppTwitter