Ipatinga, 06 de junho de 2020

Francisco sobre João Paulo II: as dificuldades são uma prova de maturidade e fé

19 de maio de 2020   .    Notícias em Geral
O Papa recorda que a videomensagem é uma bela ocasião para ele se dirigir aos jovens de Cracóvia, pensando no quanto Karol Wojtyla amava os jovens, e lembrando sua viagem apostólica à Polônia, em 2016, para a Jornada Mundial da Juventude.

Mariangela Jaguraba – Cidade do Vaticano

O Papa Francisco falou aos jovens de Cracóvia na videomensagem por ocasião do centenário de nascimento de São João Paulo II, celebrado nesta segunda-feira (18/05). A mensagem de vídeo foi transmitida pela televisão estatal Telewizja Polska para toda a Polônia.

Francisco recorda que esta é uma bela ocasião para ele se dirigir aos jovens de Cracóvia, pensando no quanto Karol Wojtyla amava os jovens, e lembrando sua viagem apostólica à Polônia, em 2016, para a Jornada Mundial da Juventude.

“São João Paulo II foi um extraordinário dom de Deus à Igreja e à Polônia, sua pátria. A sua peregrinação terrena foi marcada pela paixão pela vida e pelo fascínio pelo mistério de Deus, do mundo e do ser humano”, ressalta o Papa.

João Paulo II,  “um grande da misericórdia”

Francisco lembra o pontífice polonês “como um grande da misericórdia” e pensa “na Encíclica Dives in Misericordia, na canonização de Santa Faustina e na instituição do Domingo da Divina Misericórdia”.

“À luz do amor misericordioso de Deus ele compreendeu a especificidade e a beleza da vocação de mulheres e homens, compreendeu as necessidades das crianças, dos jovens e adultos, considerando também os condicionamentos culturais e sociais”, disse Francisco, convidando os jovens a experimentar o amor misericordioso de Deus, conhecendo a vida e os ensinamentos do Papa Wojtyla, disponíveis a todos na internet.

“Cada um de vocês, queridos jovens, carrega a marca de sua família, com suas alegrias e tristezas. O amor e o cuidado da família são um traço característico de João Paulo II. O seu ensinamento é um ponto de referência seguro para encontrar soluções concretas para as dificuldades e desafios que as famílias enfrentam em nossos dias.”

“Os problemas pessoais e familiares não são um obstáculo no caminho da santidade e da felicidade. Nem foram para o jovem Karol Wojtyła, que sofreu a perda de sua mãe, do irmão e do pai quando era garoto. Como estudante, viveu as atrocidades do nazismo, que lhe tirou muitos amigos. Depois da guerra, como sacerdote e bispo, teve que enfrentar o comunismo ateu”, disse ainda o Papa.

Caminhar corajosamente com Jesus

“As dificuldades, mesmo duras, são uma prova de maturidade e fé; prova que só pode ser superada baseando-se na potência de Cristo morto e ressuscitado. João Paulo II lembrou isso a toda a Igreja desde a sua primeira Encíclica Redemptor hominis, onde diz: «O homem que quiser compreender-se a si mesmo profundamente […] deve, com a sua inquietude, incerteza e também com a sua fraqueza e pecaminosidade, com a sua vida e com a sua morte, aproximar-se de Cristo. Ele deve, por assim dizer, entrar n’Ele com tudo o que é em si mesmo».”

O Papa conclui a mensagem de vídeo, pedindo aos jovens para “entrar em Cristo com toda a sua vida” e desejando que as celebrações do centenário do nascimento de São João Paulo II inspire neles “o desejo de caminhar corajosamente com Jesus, que é «o Senhor do risco, é o Senhor do sempre “além” (…). Como em Pentecostes, o Senhor quer realizar um dos maiores milagres que podemos experimentar: fazer com que as tuas mãos, as minhas mãos, as nossas mãos se transformem em sinais de reconciliação, de comunhão, de criação. Ele quer as tuas mãos, jovens, quer as tuas mãos, para continuar construindo o mundo de hoje»”.

Fonte: Vatican News

FacebookWhatsAppTwitter