Nossa História
"Que a vossa fé não se baseie na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." 1Cor 2,5

ARTIGOS

Aborto: uma emancipação feminina ou um mero descaso pela vida?

Questionamentos acerca de quando a vida é iniciada e quando termina sempre fizeram parte da realidade humana. Para católicos e protestantes ela começa na própria fecundação, sendo que essa opinião também é sustentada pela Embriologia. Já para os neurocientistas há vida quando o feto começa a ter sensações, a exemplo da dor.

O Presente artigo visa trazer uma breve reflexão a respeito da continuidade ou interrupção da vida que é o aborto.

Sobre essa questão Henry Miller, escritor americano afirma que “não conheço maior crime do que matar o que luta para nascer”. Ou seja : para esse estudioso o aborto é um crime contra um individuo que ainda não tem condições de se defender. Por essa mesma linha de pensamento, o Papa Paulo VI, na Encíclica Humanae Vetae argumenta que o aborto deve ser proibido por conta de questões Morais , já que tal processo bloqueia a trajetória da vida humana.

Muitos chegam a afirmar que a mulher grávida “é dona do seu próprio corpo” porém tal colocação chega a ser egoísta pelo fato do feto/embrião estar alojado naquele corpo e não fazer parte dele como se fosse um olho,rim ou fígado.

A justiça brasileira é rígida no tocante a esse tema: o aborto é crime e só é “aceitável “ em situações nas quais a futura mãe corra risco de morte, tenha sido estuprada ou o futuro bebê tenha alguma má formação vital.

Porém enquanto isso o número de crianças que são assassinadas antes de virem ao mundo aumenta em meio a argumentos deslocados como “não estou preparada para isso”, “ainda não é a hora de ser mãe” ou simplesmente “não quero ter filhos”.

Até quando essa prática descomprometida com a vida continuará ocorrendo? Diante disso a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) afirma que é contra a legalização do aborto, bem como uso de células – tronco embrionária e da reprodução assistida, dentre outros. Um bom exemplo disso foi a Campanha da Fraternidade do ano de 2008 intitulada “Fraternidade e Defesa da Vida”.

Na verdade está havendo uma banalização da vida até mesmo por parte da mídia: hoje aborto está “na moda”. Essa desumanização do feto está fazendo com que as pessoas também se vejam como descomprometidas. Para se evitar uma gravidez simplesmente deve-se usar o preservativo e caso esqueçam ou a mesma estoure, é só utilizar a pílula do dia seguinte. A partir daí outras práticas podem ocorrer até se chegar ao aborto. E até onde e quando isso irá parar?

Diante disso urge-se uma tomada de atitude e consciência por parte de todos que formam a sociedade. A vida deve vir em primeiro lugar. O aborto não é um método de planejamento familiar, tampouco uma via para construção de uma sociedade melhor. Também é aceitável frisar que tais reflexões não partiram apenas da “visão unilateral” de um religioso, pois como foi demonstrado no decorrer desse trabalho, até mesmo a ciência demonstra ser contra essa prática.


Pe. Luís Carlos de Cerqueira
Pároco




HOME | NOSSA HISTÓRIA | MENU DE ARTIGOS | DIVULGAÇÃO DE EVENTOS | GALERIA DE REGISTROS FOTOGRÁFICOS

Paróquia Senhor do Bonfim 
Pe. Luís Carlos Cerqueira
Praça Padre Lacerda , s/nº - Centro - Distrito de Bonfim de Feira
44120-000 Feira de Santana - BA
Telefone Paroquial: (75) 3204-8218
E-mail: contato@paroquiasenhordobonfim.com.br
WebMail: Acesso Restrito
  IDEIA.COM.BR

Página Principal Nossa História Menu de Artigos Divulgação de Eventos Registros Fotográficos E-mail WebMail - Acesso Restrito Visite o site oficial da Arquidiocese de Feira de Santana